O Jogo dos Mundos é um jogo cooperativo, uma brincadeira audiovisual, onde os jogadores são desafiados a agirem em cenários socioambientais e tecnológicos do mundo em que vivemos, os quais constituirão suas missões no jogo. Essas questões aparecem por meio de baralhos de “Cartas-Desafio” divididas em seis mundos (1. Dentro de Mim; 2. Sonhos; 3. Txai; 4. Natureza; 5. Tecnológico; 6. Aqui e Agora), que estimulam sentir, imaginar, pensar, dialogar e criar. Existem “Cartas-Crie Você Mesmo” ou baralhos em branco para que você mesmo crie suas “Cartas-Desafio”, que trarão novas ideias pelo mediador do jogo para tornar a brincadeira com mais reflexão e diversão.

Para vencerem o jogo, os participantes precisam transformar os desafios em uma “Colmeia de Cartas” e apresentar um roteiro de uma história que ligue todas as ideias. Na sequência, os jogadores precisam fazer, da forma mais criativa possível, um ensaio para um filme imaginário, chamado O mundo que queremos, em que os membros da Equipe de Cinema serão os protagonistas da história utilizando os equipamentos de filmagem que podem ser construídos pelos próprios jogadores (Câmeras Imaginárias, Microfone, Cenário, Figurino dos Atores e outros itens). Ao final da experiência, devem compartilhar um Manifesto ou Invenções que representem a “Moral da História”, capaz de inspirar uma ação que promova impacto positivo nas escolas ou nas comunidades.